No próximo dia 12 de janeiro de 2020, o Conselho Nacional de Juventude (CNJ) enfrenta o ato eleitoral para os seus órgãos. Neste sentido, a Juventude Social Democrata, enquanto órgão membro do CNJ, apresenta a sua candidatura indicando o companheiro Alexandre Galiza a Vogal da Direção do CNJ.

Natural da Póvoa de Varzim, o Alexandre Galiza é militante da JSD desde 2015, e atualmente exerce funções de Secretário-Geral da Comissão Política da JSD Póvoa de Varzim e Coordenador do Gabinete do Ensino Básico e Secundário da Comissão Política Nacional.

Na carta de intenções apresentada pelo candidato, este afirma que “A Gestão Financeira, a Sustentabilidade Ambiental, o Emprego Jovem, o Associativismo e os Assuntos Europeus são premissas diárias na intervenção pública da JSD e na minha participação ativa na sociedade. São nessas premissas que a Juventude Social Democrata se quer sustentar nos próximos dois anos enquanto pilar na Direção do CNJ.”

Alexandre Galiza reforça a ideia do combate às alterações climáticas: “É preciso coragem para mudar mentalidades e o nosso meio ambiente necessita de coragem para ser preservado. Sem fundamentalismos, o CNJ deverá contribuir, dando o exemplo, com propostas para que Portugal alcance a neutralidade carbónica o mais rapidamente possível e tornando-se no primeiro país do Mundo a atingir tal meta, afirmando-se também por esta via como uma estrutura de juventude respeitada no plano europeu e mundial.”

Podes ler a Carta de Candidatura aqui.

 

O CNJ é a Plataforma representativa das organizações de juventude de âmbito nacional, abrangendo as mais diversas expressões do associativismo juvenil (culturais, ambientais, escutistas, partidárias, estudantis, sindicalistas e confessionais).

As eleições decorrem no próximo dia 12 de janeiro de 2020 pelas 15h no Centro de Juventude de Lisboa – IPDJ.