Decorreu, nos dias 24, 25 e 26 de julho, o XXVI Congresso Nacional da Juventude Social Democrata. O Congresso esteve inicialmente marcado para 17, 18 e 19 de abril, mas foi cancelado devido à pandemia de COVID-19. A solução foi realizar o encontro de forma totalmente digital, com os delegados a votarem durante a tarde do dia 26 de junho nas sedes distritais e regionais.

Os trabalhos do Congresso iniciaram sexta-feira com a discussão do relatório de atividades do mandato liderado por Margarida Balseiro Lopes e a apresentação das Propostas Políticas Setoriais desenvolvidas pelos congressistas de todo o país, que definem as linhas gerais orientadoras para o próximo mandato da JSD. Durante a tarde de sábado, os candidatos a Presidentes da Comissão Política Nacional apresentaram as suas Moções de Estratégia Global – “Estamos Juntos Por Portugal” (Alexandre Poço) e “É Contigo!” (Sofia Matos) – que foram discutidas até ao final dos trabalhos daquele dia.

O resultado da reunião magna no domingo ditou a vitória de Alexandre Poço para a presidência da Comissão Política Nacional. O novo líder da JSD tem 28 anos, é natural de Oeiras (Lisboa), consultor financeiro, um dos anteriores Vice-Presidentes da estrutura nacional e Presidente da JSD Distrital de Lisboa. Licenciado em Ciências da Comunicação (FCSH/UNL) e Mestre em Gestão (NOVA SBE/UNL), foi eleito à Assembleia da República nas últimas eleições legislativas pelo círculo eleitoral Lisboa, sendo atualmente o Deputado mais jovem do PSD.

O novo líder da Juventude Social Democrata é acompanhado por João Pedro Louro como Secretário-Geral, e Hugo Ferrinho Lopes, Bruno Miguel Melim, João Antunes dos Santos, José Paulo Miller e Martim Syder como Vice-Presidentes. Os novos Vogais são Luís Soares, Cristiana Santos, Bárbara Amaral Correia, Rui Anjos Teixeira, Daniel Fernandes, Luís Raposo, David Carvalho, Emanuel Felgueiras, Ana Macieira e Daniel Bandeira Ribeiro. Como suplentes estão Marta Geraldes, Diogo Neves, Daniel Padrão, Pedro Melão, Pedro Candeias, José Nápoles, Eva Brás Pinho, Miguel Romão, Bernardo Barbosa, Miguel Barroso, Mariana Coelho, Rodrigo Pardal, Carlos Carvalho, Diana Sequeira, Rita Braz, Manuel Pereira da Costa e José Brás.

Miguel Henriques Ribeiro é o novo Diretor Administrativo e Financeiro da JSD e os novos Diretores e Coordenadores dos Gabinetes de Apoio à Comissão Política Nacional são: Orlando Vaz e Andreia Bernardo (JASD), João Cerejo dos Santos (Relações Internacionais), Gabriel Albuquerque (Estudos), Filipa Nascimento Antunes (Comunicação), Rosina Pereira (Formação), Tiago Saraiva Gomes (Ensino Superior), João Pedro Luís (Ensino Básico e Secundário), Miguel Pinto (Coesão Territorial),  Joana Garrido Amorim (Associativismo Juvenil), Luís Laranjo Matias (Ambiente), Tiago Sousa Santos (Revolução e Transição Digital da JSD), João Diogo (Saúde), Diana Camões (Cultura) e Rodrigo Camacho (Economia e Finanças).

Por sua vez, os Secretários-Gerais Adjuntos são David Pereira de Castro, Luís Nunes dos Santos, Pedro Santos, Roberto Vieira, Gonçalo Fernandes, Tiago Mateus, Francisco Cunha da Rocha, Henrique Matos Marques, David Martins e Marco Olival.

Alexandre Poço elegeu como prioridade para o seu mandato o emprego jovem, considerando que “sem emprego, ou com salários miseráveis, sem acesso facilitado à primeira habitação, a independência dos jovens torna-se muito difícil”. “Estamos a ultimar medidas e iniciativas legislativas que promovem a contratação de jovens e o seu acesso à primeira habitação, como por exemplo a que isenta a Taxa Social Única (TSU) no início da carreira, sem perda dos benefícios sociais associados, e a criação do IRS jovem até aos 30 anos, nos cinco primeiros anos de atividade profissional”, destacou.

A Moção de Estratégia Global “Estamos Juntos por Portugal” tem como prioridades também a Liberdade, a Igualdade de Oportunidades e a Felicidade de cada cidadão. Mas, “para que haja capacidade, é preciso haver liberdade, e esta exige um território coeso e concertado. A terra ou a família não pode influenciar o tamanho do nosso sonho”. Assim, para os novos órgãos da JSD, a família, o rendimento, a condição social e o local onde um jovem nasce não podem castrar as suas oportunidades de emancipação. Defendendo um Portugal por Inteiro, “se a criança de hoje é o jovem e o adulto de amanhã, a sua emancipação e felicidade têm sido – e precisam de continuar a ser – o centro da nossa ação política”.

O mote deste mandato é claro: termos “um país em que o local onde nascemos, vivemos, estudamos ou trabalhamos não nos limite”. Alexandre Poço quer “um país que nos permita sonhar e que seja território fértil para a ambição da nossa geração”. É por isso que apelida esta geração de 360º: “jovens que amam o seu país, mas que se sentem em casa em qualquer cidade no mundo. Porque o mundo é a nossa causa”. Neste sentido, o Emprego o Ambiente, a Saúde, a Cultura, a Coesão Territorial e a Educação serão bandeiras prioritárias no biénio 2020-2022.

Paulo Bito preside agora à Mesa do Congresso Nacional, Diogo Rosa ao Conselho de Jurisdição e Inês Varajão Borges à Comissão Eleitoral Independente. Eunice Sousa foi a cabeça da lista vencedora ao Conselho Nacional.