Desemprego Jovem subiu 4 vezes acima da média do País com a pandemia

O efeito da pandemia no desemprego foi quatro vezes superior entre os jovens, o número de inativos disparou e o objetivo da emancipação continua adiado.

Há menos 100 mil jovens empregados do que no início da pandemia e os inativos já são 261 mil.

Entre o primeiro trimestre de 2020 e o primeiro de 2021, o crescimento da taxa de desemprego entre os jovens foi de 22,3% até aos 24 anos e de 24,7% até aos 34 anos, quatro vezes superior ao aumento da taxa de desemprego total (5,9%).

A JSD continua a alertar para o facto das novas gerações serem das mais prejudicadas com a atual crise económica e os programas do Governo serem insuficientes para travar a sangria no emprego jovem.

A JSD volta a defender mais medidas ambiciosas de incentivo à contratação de jovens, tal como já o fez em novembro de 2020 com um conjunto de respostas para promover o Emprego Jovem.

Precisamos de mais ação e menos propaganda!

Outros artigos