A Juventude Social Democrata, através dos seus Deputados à Assembleia da República, censurou hoje os cortes nos apoios às Associações de Estudantes do Ensino Superior constantes da Portaria 286/2020, de 14 de dezembro, que tem recebido críticas por parte das estruturas representativas dos estudantes.

A JSD critica a alteração ao método de atribuição de apoio anual às associações de estudantes que significa para várias estruturas associativas uma diminuição drástica de várias dezenas de milhares de euros no valor de apoio anual.

Para a JSD, estes cortes são de “difícil de justificação, dúbios na aplicação e no seu alcance e com clara falta de razoabilidade, ignorando o período difícil pelo qual a Academia atravessa, fruto da crise pandémica, que resulta numa maior dificuldade de organização de eventos que permitem gerar receitas próprias”, refere o Presidente da JSD, Alexandre Poço.

Os deputados da JSD questionaram o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, sobre:

  1. Qual a justificação para a alteração no método de atribuição do apoio anual constante na Portaria n.º 286/2020, de 14 de dezembro?
  2. Que respostas dará o Governo às associações de estudantes do ensino superior que, num contexto difícil que dificulta a obtenção de receitas próprias, perderão verbas significativas de apoio anual em resultado destas alterações?