Após a aprovação do Orçamento do Estado 2020 na generalidade no passado dia 10 de janeiro, os Deputados da Juventude Social Democrata apresentaram três alterações neste orçamento em sede de discussão na especialidade.

Os deputados da JSD defendem o alargamento da isenção parcial de IRS aos trabalhadores independentes. Ou seja, a JSD propõe aquilo que lhe parece ser da mais elementar justiça: alargar este benefício fiscal também aos jovens trabalhadores independentes.

Depois na área de ação social no Ensino Superior, a JSD defende o aumento do limiar da elegibilidade. A JSD propõe como alteração ao Orçamento do Estado o aumento do limiar de elegibilidade para 18 vezes o valor de indexante dos apoios sociais. Assim, o limiar de elegibilidade até ao qual os jovens se podem candidatar a uma bolsa de estudo passará para 8.890 a partir de 2020.

Por fim, a terceira é uma resposta à falta de alojamento estudantil. Os deputados da JSD defendem o aumento do complemento de alojamento. Isto é, a JSD propõe o aumento do complemento de alojamento para 50% o IAS, ou seja, 219€ no ano de 2020.

Podes ler na íntegra as três alterações aqui.