No Dia Internacional da Floresta, a Comissão Política Nacional da JSD realiza uma visita ao Pinhal de Leiria com o objetivo de reforçar a necessidade da reflorestação urgente da Mata Nacional de Leiria, a maior mata nacional do país e propriedade do Estado.

A JSD alerta que a recuperação do património natural do Pinhal do Leiria, prometida após os incêndios de 2017 que consumiram cerca de 9.500 hectares da Mata Nacional de Leiria, tem revelado atrasos consecutivos, o que “revela a incapacidade do Governo em executar e gerir o calendário de ações para a recuperação do Pinhal”, afirma o Presidente da JSD, Alexandre Poço.

A Juventude Social Democrata entende que este “dia Internacional deve servir para o Governo colocar a mão na consciência relativamente ao falhanço na reflorestação da Mata Nacional de Leiria, em que os anos passam e a triste situação não é resolvida”, afirma Alexandre Poço.

Para a JSD, situações como a que aconteceu ao Pinhal de Leiria em 2017 não se podem repetir, tendo em conta que as florestas são essenciais para combater as alterações climáticas e contribuir para a prosperidade e o bem-estar das gerações atuais e futuras, desempenhando um papel crucial na redução da pobreza e no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A 21 março 2021, celebra-se o Dia Internacional das Florestas. Esta data é comemorada anualmente desde 2013, por deliberação das Nações Unidas, em novembro 2012. Para a JSD, esta comemoração visa alertar para a necessidade de gerir de forma sustentável as florestas, no que diz respeito à utilização dos seus recursos, sobretudo em ecossistemas frágeis.

A visita da JSD acontece às 11h de dia 21 de março, este domingo, em Pedreanes, Marinha Grande.