A Juventude Social Democrata voltou a colocar o outdoor que foi ontem retirado da porta da Festa do Avante, com a mensagem “Assim só a COVID levará Avante”, após ter apresentado queixa ontem às autoridades (PSP e CNE). “A própria Comissão Nacional de Eleições já veio publicamente recordar que o ato cometido ontem constitui a prática de um crime”, afirma o líder da JSD, Alexandre Poço.

“Hoje de manhã, tivemos a confirmação no local que foi a Câmara Municipal do Seixal a fazer a remoção. É um gesto anti-democrático, injustificável e incompreensível. Há quem não saiba em viver em democracia”, crítica Alexandre Poço.

Recorde-se que esta campanha da JSD pretendia demonstrar a discordância da JSD perante a realização de uma festa em plena pandemia, baseada numa troca de favores entre o Governo PS e o PCP.

A JSD manifesta assim a sua “indignação” e “incompreensão” por ter visto o seu cartaz retirado da faixa pública de acesso à Quinta da Atalaia. Ato este que é “ilegal, dado que a lei determina que o exercício das atividades de propaganda em lugar ou espaço público é livre, seja qual for o meio utilizado”.

Ao voltar a colocar o cartaz hoje ao pé da Festa do Avante, a JSD não desiste de alertar para aquilo que considera ser uma irresponsabilidade, a realização de um evento que reúne milhares de pessoas em plena pandemia.