A eurodeputada do Partido Social Democrata, Lídia Pereira, foi convidada a participar no encontro anual do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI), Washington, a fim de falar sobre reformas estruturais.

 

A intervenção de Lídia Pereira realiza-se no dia 18 de outubro pelas 18h00 de Lisboa (13h00 locais), no painel “Making the Case for Reform”, moderado por Martin Wolf, especialista em assuntos económicos do jornal britânico ‘Financial Times’.

Lídia Pereira tem insistido que a adoção de reformas estruturais são uma “janela de oportunidade” para um crescimento mais robusto e é essa a ideia que vai defender no encontro anual entre duas das maiores entidades financeiras do mundo. Segundo a Eurodeputada, “as reformas estruturais são essenciais para impulsionar o crescimento de longo prazo, e assim melhorar o rendimento e a qualidade de vida das pessoas”.

A líder do YEPP, Juventude do Partido Popular Europeu, considera que “a UE deve apresentar-se com uma agenda liderante e reformista” e, para isso, defende a necessidade de “um reforço da coordenação europeia em matéria de política económica e monetária, com vista à solidez do euro e à estabilidade do sistema bancário”.

 

O encontro anual do Banco Mundial e do FMI realiza-se entre os dias 15 e 20 de outubro, na sede do FMI em Washington, nos Estados Unidos da América.