O quarto dia da Universidade de Verão começou com a mítica aula “Falar Claro” dada por Carlos Coelho e Rodrigo Moita de Deus.

Conceitos e táticas para falar em público, o contacto com a comunicação social, foram alguns dos temas debatidos numa das aulas mais aguardadas pelos alunos. “Não há política sem comunicação”, afirmou Carlos Coelho sobre a importância da correta transmissão da mensagem entre quem “comunica e quem recebe a mensagem”.  “A política é um concurso de confiança”, destacou Rodrigo Moita de Deus ao falar da influência do conhecimento para uma melhor comunicação dos agentes políticos.

No período da tarde os alunos apresentaram os trabalhos realizados pelos diferentes grupos, uma das tarefas que gera mais debate na Universidade de Verão. Nesta sessão, os alunos da Universidade de Verão apresentaram as suas ideias de conteúdos e ações para próximas eleições, em resposta às principais preocupações dos jovens.

O jantar-conferência desta quinta-feira contou com a presença de Mónica Ferro, que descreveu na sua intervenção a importância do trabalho do Fundo das Nações Unidas para a População. Questionada pelos alunos, Mónica Ferro esclareceu questões de diversas áreas, desde a crise migratória na Europa, igualdade de género, educação sexual, direitos humanos entre outras.