A Juventude Social Democrata apresenta propostas de melhoria do voluntariado, de modo a atualizar o conceito e o próprio sistema legal e social do mesmo em Portugal.

 

Numa primeira fase, a Juventude Social Democrata reuniu com diversas organizações de forma a analisar o voluntariado em Portugal, como a Confederação Portuguesa do Voluntariado, a CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, a Fundação Eugénio de Almeida, o GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, o Banco Alimentar, a Comunidade Vida e Paz, entre outras.

 

Por sua vez, o Gabinete de Estudos preparou o documento A Valorização do Voluntariado, que tem como objetivo a dar a importância real do voluntariado em Portugal, matéria constante na agenda política da JSD, que se concretizará numa proposta de atualização legislativa desta matéria.

 

Ao longo destes últimos 20 anos, o voluntariado adquiriu, em Portugal, uma maior importância e um maior peso. No entanto, e apesar desta transformação da sociedade, a definição de voluntariado permaneceu intacta desde 1998/99, sem uma atualização legislativa que adequasse o conceito à realidade do setor. Consequentemente, advém outros problemas.

Assim, este documento assenta na caracterização e solução dos seguintes problemas:

  1. Indefinição do conceito de voluntariado
  2. Falta de clareza relativamente aos seguros exigidos para os voluntários
  3. Falta de sistematização da informação no setor
  4. Falta de promoção do voluntariado junto dos mais jovens
  5. Desarticulação entre as entidades do setor
  6. Falta de incentivos para os voluntários.